Os principais aspectos para considerar o cultivo da soja no Brasil


Segundo a Empresa de Pesquisa Agropecuária - Embrapa, o Brasil é o maior produtor de soja do mundo. Porém, receber a medalha de primeiro lugar não é uma tarefa para amadores. Os produtores rurais desta cultura, antes de iniciarem o cultivo da leguminosa, precisam conhecer bem as condições biológicas, físicas e químicas adequadas para o desenvolvimento da planta. Se atentar para esses fatores, fará com que a alta produtividade seja uma realidade.


Pensando nisso, separamos algumas dicas que vão te ajudar a obter resultados ainda melhores na sua lavoura. Confira o artigo que Bart Digital preparou para você!




  • Saiba mais sobre o cultivo de soja no Brasil

A soja foi introduzida no Brasil pelos imigrantes japoneses por volta de 1908, mas o país estava com a produção rural voltada ao plantio de café, logo a soja não ocupou tanto espaço. O desenvolvimento efetivo da plantação só ocorreu 60 anos depois, impulsionado pela indústria de óleo e pelas necessidades impostas pelo mercado mundial.


O cerrado, antes visto como um solo pobre, ganhou então um novo olhar, pois surgiram insumos que corrigiam as alterações ou as deficiências de substâncias, tornando o solo apto à prática da agricultura.


Em países quentes como o do Brasil, a soja se desenvolve com facilidade. Isso fez com que a produção ocorresse em larga escala em quase todo o território brasileiro. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE, a colheita de 2022 deve fechar com a produção de 118,6 milhões.


Portanto, é evidente que a plantação de soja vem sendo um negócio rentável a cada ano que passa. Dessa maneira, fortalece o desejo de produtores rurais em investir na produtividade desta cultura.


  • O que é necessário para começar a cultivar soja?


Um dos principais pontos para um bom sucesso no plantio da soja é a qualidade do solo onde será feito o cultivo. Por isso, não deixe de realizar as análises necessárias a fim de verificar a fertilidade e pH do solo.


É necessário também avaliar a área escolhida e levar em consideração as características de clima, solo e topografia favorável à cultura. Maiores informações poderão ser encontradas através do Zoneamento Agroclimático do estado onde ocorrerá a produção.


A Companhia Nacional de Abastecimento - CONAB, disponibiliza também um calendário com os melhores meses para o plantio em cada região, confira:


  • Região Norte: Outubro a Novembro/Janeiro/Abril (grandes variações dentro da mesma região);

  • Região Nordeste: Outubro a Novembro;

  • Região Centro-Oeste: Setembro a Outubro;

  • Região Sul: Outubro;

  • Região Sudeste: Outubro.


Caso sua área esteja propícia para o cultivo da soja, se assegure que tenha todos os insumos necessários para iniciar o plantio, entre eles: sementes, fertilizantes, herbicidas, inseticidas, fungicidas, entre outros produtos para proteger sua lavoura.


  • Qual é o tempo de plantio até a colheita da soja?

Como explicamos no tópico anterior, o ciclo da soja varia entre as regiões por conta dos fatores climáticos, exposição solar, nutrientes do solo e outros. De acordo com a Embrapa, a soja é classificada em grupos de maturação (GM), e essa variação é diferente em cada região, como exemplo no Paraná, que esses grupos de maturação é:


  • Precoce (até 115 dias);

  • Semipreococe (116-125 dias);

  • Médio (126-137 dias);

  • Semitardio (138-145 dias).


Já em Minas Gerais, os grupos de maturação mudam para:

  • Semiprecoce (101 a 110 dias);

  • Médio (111 a 125 dias);

  • Semitardio (125-145 dias);

  • Tardio (>145 dias).


O produtor rural deve respeitar o tempo de maturação de cada região em que é feita a colheita da soja, e planejar como serão feitas a secagem, a armazenagem e o transporte.


  • Qual a região mais lucrativa para o cultivo de soja no Brasil?

Segundo os dados da Conab, a região mais favorável de soja no país é a região Centro-Oeste, pois é responsável por 70% da produção da leguminosa. O estado brasileiro que mais produz é o Mato Grosso com mais de 35 milhões de toneladas por safra. No Paraná, há de se levar em consideração a tradição agrícola, o alto nível de escolaridade e técnicas dos produtores, que ajudam a alavancar a produtividade. Já em Goiás, a localização próxima ao mercado consumidor é uma vantagem. Em geral, o valor do grão deverá continuar valorizando e baixará quando as safras do Brasil, dos Estados Unidos e da Argentina - principais produtores mundiais - voltarem a ser fartas a ponto de fazer os estoques globais voltarem aos níveis esperados.


  • Quando plantar soja não deve ser uma opção?

O plantio da soja não deve ser uma opção em áreas de preservação permanente, de acordo com a Lei 12.651, de 25 de maio de 2012. Áreas com solos que apresentam profundidade inferior a 50 cm ou com solos muito pedregosos, isto é, solos nos quais calhas e matacões ocupem mais de 15% da massa e/ou da superfície do terreno devem ser evitados. Além do mais, caso a área não esteja enquadrada no zoneamento agroclimático da sua região, não deve ser considerado o plantio da soja no período entre 1º de julho e 30 de setembro para evitar que o fungo causador da ferrugem da soja se multiplique durante o final da entressafra. Por 92 dias os produtores não poderão manter as plantas vivas de soja em suas propriedades e as plantas remanescentes da última safra devem ser erradicadas. Em caso do não cumprimento das regras estabelecidas para o período do vazio sanitário estará sujeito ao recebimento de auto de infração.


  • Não tenho recursos para iniciar o cultivo, é possível conseguir linhas de financiamento?

Segundo a Aegro, o crédito rural é a principal demanda dos produtores rurais do Brasil. Mas acessá-lo não é uma tarefa simples. O principal motivo é a falta de conhecimento sobre as normas do MCR (Manual do Crédito Rural). Recentemente, o Banco Central reduziu em mais da metade a quantidade de regras do MCR. Confira mais informações acessando o site da Aegro: https://blog.aegro.com.br/credito-rural/ Atualmente, as fintechs têm impulsionado o setor do financiamento agrícola no país. Fintechs são startups do agronegócio que atuam como financiadores ou intermediadores de linhas de financiamento. O objetivo é acelerar a obtenção de crédito por meio da desburocratização, uso de tecnologia e inovação.

Conclusão

Neste artigo abordamos algumas das principais dicas para te auxiliar na plantação de soja no Brasil. O planejamento e conhecimento de plantio, análise de solo, escolha de cultivar, e lucro do plantio são um dos pontos fundamentais. Assim, realize o plantio da soja em boas condições para obter uma alta produção e produtividade na sua fazenda.